Mais de 8 bilões de vídeos ou 100 milhões de horas de vídeos são vistos no Facebook todos os dias.

Essas estatísticas foram relatadas no início do ano passado, agora imagine quão maiores os números serão hoje, enquanto o Facebook continua a crescer e a duplicar os vídeos.

Agora parece ser o momento perfeito para dar mais atenção ao vídeo do Facebook e ver como o usar para envolver mais fãs na plataforma.

Com o vídeo do Facebook sendo a principal prioridade dos marketeers em 2017, gostaríamos de ajudá-lo a acompanhar esta tendência crescente. Neste post, vamos dar-lhe 14 dicas para aumentar as visualizações, o envolvimento e a partilha dos seus vídeos no Facebook.

Com o Facebook em constante evolução e com a introdução de novos recursos, a sua estratégia de marketing de vídeo também deve evoluir. Veja a seguir algumas sugestões para ajudá-lo a criar vídeos que atrairão mais público.

1 Criar vídeos quadrados

Descobrimos que os vídeos quadrados superaram os vídeos em formato paisagem em termos de envolvimento, visualizações e alcance médio, especialmente no telemóvel. E não somos os únicos a chegar a essa conclusão.

Aqui estão alguns motivos possíveis:

  • Mais de 92% dos utilizadores do Facebook usam o Facebook nos seus dispositivos móveis todos os dias.
  • O consumo de vídeo no telemóvel aumentou 233% desde 2013 e mais de metade das visualizações de vídeo ocorrem no telemóvel.
  • Os vídeos em formato quadrado ocupam mais 78% de área no  “news feed” do telemóvel, do que no computador de secretária.

Com mais e mais pessoas a visualizar vídeos no mobile, será ótimo experimentar vídeos em formato quadrado para ver se eles melhoram o desempenho do seu vídeo. Nós acreditamos que sim. Você até pode considerar a criação de vídeos verticais, já que o Facebook tem uma área maior de visualização para vídeos verticais no “news feed”.

Na Kriativ Tech usamos o Final Cut Pro e o After Effects para criar todo o tipo de vídeo para lançar no Facebook. Dos mais simples aos mais complexos. Em qualquer formato.

 

2 Capture a atenção das pessoas nos primeiros 3 segundos

Os vídeos do Facebook funcionam em auto-play para cativar a atenção do utilizador e o “convencer” a ver o vídeo até ao fim.

Por essa razão, os vídeos devem ter uma entrada inicial de “leão”, de modo a inpressionar o espectador, mesmo com ausência de som.

O site BuzzFeed, por exemplo, tornou-se um mestre nisso.

  • 5 dos 20 melhores vídeos mais vistos no Facebook nos últimos 90 dias pertencem à Buzzfeed.
  • Os melhores 5 vídeos de Buzzfeed de todos os tempos são sobre comida (2 são sobre pizza).
  • A comida é, de longe, o conteúdo mais popular para o upload de vídeos para o Facebook.
  • A cultura pop, o sexo e o conteúdo de estilo de vida funcionam bem em plataformas de vídeo online.
  • A marca possui mais visualizações do YouTube, mas mais envolvimento com o Facebook.
  • O vídeo Buzzfeed mais visto é ‘S’mores Dip’ com 4,2 milhões de ações, gostos e comentários.
  • 161 vídeos geraram vistas de 10M para a Buzzfeed.
  • Apenas 5% das visualizações de vídeo vêm da própria Buzzfeed.com.

 

Grandes miniaturas: O BuzzFeed carrega miniaturas personalizadas que fazem um ótimo trabalho em captar a atenção das pessoas enquanto elas fazem scroll pelo feed de vídeos.

Faz por vezes um pequeno teaser do vídeo: às vezes é o título do próprio vídeo (se isso for suficientemente convincente). Outras vezes eles fazem um pequeno texto para provocar o interesse sobre o conteúdo do vídeo.

Começa imediatamente: O BuzzFeed não desperdiça tempo a captar a atenção das pessoas. Em geral, a primeira imagem já está orientada para despertar o interesse do consumidor.

 

3 Adicione legendas aos seus vídeos

85% dos vídeos do Facebook são vistos sem som.

Mesmo que o Facebook agora reproduza automáticamente vídeos no “news feed” do telemóvel com som, não é claro quantas pessoas assistem a vídeos com som.

Os utilizadores do Facebook podem desativar o recurso de reprodução automática com som e os vídeos serão reproduzidos sem som se o telemóvel estiver no modo silencioso.

A nossa convicção é que a maioria dos utilizadores do Facebook assiste aos vídeos sem som.

Se um utilizador não consegue entender o vídeo sem som, provávelmente vai perder esse cliente e a oportunidade de lhe transmitir a sua mensagem.

Para evitar isso, podem-se adicionar legendas aos vídeos através do Facebook. Quando estiver a enviar o seu vídeo para o Facebook, há uma opção para fazer o upload de um arquivo SRT com as legendas. Outra opção é adicionar legendas directamente no vídeo durante a edição.

 

4 Sugira que os espectadores liguem o som

Outra maneira elegante de contornar os vídeos silenciosos de Facebook, é sugerir, através de um pop-up, que os espectadores liguem o som.

Pop-ups às vezes pode ser irritantes por isso deve ser planeado e cronometrado adequadamente para criar um efeito não disruptivo. A 20th Century Fox mostrou um excelente exemplo com o trailer de Kingsman. Veja no segundo 0:38s.

O estilo do pop-up está em linha com o grafismo de Kingsman (e semelhante ao estilo das legendas). Também é bem programado, porque não o impede de ver nenhuma cena crucial do vídeo (e não ocupa muito espaço no ecran).

 

5 Concentre-se num ponto-chave (keypoint)

Se quiser fazer um vídeo partilhável, concentre-se num ponto fácil de entender.

Esta é uma dica dos criadores populares do YouTube, Rhett Mclaughlin e Link Neal, mas que é uma verdade com décadas. Quando se cria um spot para publicidade deve-se transmitir apenas uma ideia para que ela seja clara e fácilmente compreendida. O mesmo princípio se deve aplicar á criação de videos para Facebook. Nesse aspecto, nada mudou nos últimos 50 anos.

Consegue resumir o conteúdo de um vídeo numa frase que seja facilmente compreensível e também atraente para as pessoas quererem partilhar?

O importante é que se não consegue resumi-lo numa frase, então vai levar mais tempo para alguém o explicar quando estiver a tentar partilhá-lo.

Se o seu vídeo for fácil de entender, os utilizadores terão maior probabilidade de o partilhar, pois é fácil para eles explicar o que há de bom no vídeo.

Por que é que o público vai partilhar os seus vídeos?

De acordo com Jonathan Perelman, ex-GM de Vídeo e Vice-Presidente de Estratégia da agência BuzzFeed, existem cinco razões principais pelas quais as pessoas partilham vídeos:

  • Para ser social.
  • Para expressar como eles estão se sentindo sobre um determinado tópico.
  • Para se vangloriarem de algo.
  • Para provarem que foram os primeiros a encontrar algo interessante.
  • Para fazerem rir os amigos e colegas. 

 

6 Carregue os seus vídeos directamente

Os vídeos carregados no Facebook directamente funcionam melhor do que links para o YouTube ou plataformas de vídeo semelhantes.

A Quintly analisou mais de 6 milhões de posts de vídeo no Facebook no período de julho a dezembro de 2016 e apurou o seguinte:

  • A taxa de interação para os vídeos nativos do Facebook foi em média 109,67% superior à dos vídeos do YouTube.
  • Os vídeos nativos do Facebook tiveram, em média, uma taxa de partilha 477,76% maior do que os vídeos do Youtube.

 

7 Produza um título descritivo

O Facebook recomenda escolher um título descritivo que fará com que o vídeo seja facilmente pesquisável.

Com o Facebook a analisar mais de dois bilhões de pesquisas todos os dias, vale a pena otimizar os seus vídeos para pesquisa.

Você pode adicionar o título quando faz o upload do vídeo para o Facebook. Também pode acrescentar tags para facilitar a pesquisa.

 

8 Crie uma cópia específica do Facebook

Se tem presença nas redes sociais, a tendência pode ser de querer partilhar o mesmo vídeo em várias plataformas. A melhor prática é adaptar para cada plataforma de mídia social, pois o que funciona bem numa plataforma, pode não funcionar bem noutra.

Aqui estão duas características-chave do Facebook e como você pode fazer bom uso delas:

  • Limite máximo de caracteres para posts: você pode inserir até 63.206 caracteres numa publicação no Facebook (embora o Facebook encurte o seu post para cerca de 400 caracteres). Isso dá-lhe flexibilidade para experimentar com texto longo e curto. Percebemos que o texto curto é melhor para direcionar cliques, enquanto o texto longo é melhor para gerar envolvimento.
  • Limite máximo de caracteres para comentários: parece que você pode inserir 8 mil caracteres num comentário no Facebook. Isso faz com que seja ótimo para convidar seu público a partilhar pensamentos de forma mais longa sobre o seu vídeo.

Por exemplo, a Airbnb incentivou o seu público a partilhar a sua história favorita sobre a mãe e o dia da Mãe. Como o limite de caracteres para comentários é alto, o público da Airbnb poderia partilhar muito mais sobre suas histórias do que, digamos, no Twitter.

Aqui estão cinco idéias para criar textos envolventes para o Facebook:

  • Experimente diferentes comprimento de texto no post.
  • Faça uma pergunta
  • Use uma lista
  • Adicione uma citação de seu conteúdo.
  • Inclua um emoji ou dois.

 

9 Dê uma visualização do vídeo no seu post

Aqui está outra maneira de escrever o texto de vídeo do Facebook: descrever sumariamente o vídeo usando o texto.

Usar o tempo para assistir a um vídeo é uma opção de compromisso. Às vezes, pode ajudar, fornecer uma pequena informação sobre o conteúdo para que as pessoas possam rapidamente decidir se vale a pena ou não ver o seu vídeo.

Um texto informativo sobre o vídeo, juntamente com uma miniatura relevante, pode ser uma ótima fórmula para atrair a atenção das pessoas à medida que se deslocam pelo “news feed”.

 

10 Adicionar um call-to-action

Ter um call-to-action (CTA) no seu vídeo é uma ótima maneira de incentivar o envolvimento, direcionar o tráfego para o seu site e até mesmo converter os espectadores em clientes.

É comum pensar em CTA como botões para um formulário de inscrição ou site. Mas os CTA’s podem ser tão simples como uma frase pedindo uma ação, como “Leia o post completo do blog aqui: link”.

Embora o Facebook tenha removido a funcionalidade “chamada para ação” para vídeos, ainda existem várias maneiras de adicionar um CTA ao seu vídeo no Facebook.

No texto do post, pode-se incluir um link para o blog de um site e convidar os espectadores a descobrir mais informações clicando no link.

Pode-se também simplesmente pedir ao público que partilhe os seus pensamentos, como comentários. Durante o vídeo, pode-se mencionar um CTA se alguém estiver a falar ou usar uma sobreposição de texto.

O site Wistia descobriu que esses CTA’s de nível médio possuem as maiores taxas de conversão. No final do vídeo, pode-se ter uma sobreposição de texto ou uma imagem estática com um CTA e deixar o vídeo tocar por alguns segundos após o conteúdo terminar.

Gary Vaynerchuk, por exemplo, gosta de incluir o seu “urso de partilha” no meio ou no final dos seus vídeos.

11 Marque outras páginas

Outro recurso que se pode usar para tentar difundir o vídeo no Facebook é marcar outras páginas que contribuíram para o vídeo ou que você gostaria que tomassem conhecimento do vídeo.

Aqui estão alguns exemplos de “quem marcar”:

  • Pessoas que contribuíram para o vídeo diretamente.
  • Pessoas que são mencionadas no vídeo.
  • Pessoas que o inspiraram a fazer o video.
  • Pessoas que estão relacionadas com o vídeo ou que você gostaria que tomassem conhecimento do vídeo.

Para marcar alguém no Facebook, basta digitar o símbolo “@” antes do título da página ou da pessoa que você deseja marcar e escolher entre as opções que aparecem para você escolher.

 

12 Escolha o público para os seus vídeos

De acordo com a TechCrunch, que estudou o Facebook News Feed, a relevância é um factor chave que o algoritmo do Facebook considera ao classificar posts no feed de notícias dos utilizadores.

O [algoritmo do Facebook] atribui a cada história um pontuação de relevância personalizada que é diferente para cada pessoa que a vê e coloca as histórias mais relevantes primeiro.

Aqui está a boa notícia: o Facebook tem um recurso para ajudá-lo a partilhar seu vídeo para o público mais relevante!

Depois de ter carregado o vídeo no Facebook (antes de o publicar), existe uma opção no canto inferior esquerdo para configurar o seu público preferido para este vídeo.

Quando você clicar nele, um pop-up aparecerá onde você pode definir o seguinte:

Audiência preferida: isso permite que você configure as pessoas que deseja alcançar com base nos seus interesses e nas páginas que gostaram. Por exemplo, um vendedor de uma loja de desporto pode escolher interesses como “corrida” e “maratona” para um vídeo de um novo sapato de corrida de longa distância.

Restrições de atenção: isso permite que você limite quem pode ver o seu vídeo. Apenas pessoas no grupo de público que você escolher podem ver o seu vídeo (em qualquer lugar no Facebook). Por exemplo, uma loja de moda em Singapura pode estabelecer as restrições de que apenas as mulheres de 25 a 35 anos em Singapura podem ver o seu vídeo.

Ao configurar o seu público preferido e restringir quem pode ver o seu vídeo, ele será mostrado apenas ao público mais relevante, que provávelmente assistirá ao seu vídeo e interagirá com o seu post (se tiver definido a segmentação certa).

 

13 Use insights para entender o desempenho do vídeo

O Facebook fornece métricas como minutos vistos, visualizações de vídeo e tempo médio de exibição, que fornecem excelentes informações sobre quais os vídeos que geraram maior envolvimento com os espectadores.

Pode ver essas métricas clicando em qualquer vídeo na guia “Vídeos” do seu Perfil da página do Facebook.

Algumas das métricas que eu gosto de incluir incluem:

Video Average Watch Time: o gráfico mostrará o ponto em que o público deixou de assistir. Olhando para esse ponto dá para entender o que fez as pessoas parar de assistir e pode ajudá-lo na criação de um melhor conteúdo.

10-Second Views: Este é o número de pessoas que assistiram seu vídeo por 10 segundos (ou até à conclusão, se o seu vídeo for inferior a 10 segundos).

Post Engagement: Esta seção irá dizer-lhe qual o alcance do vídeo e o envolvimento que teve.

14 Incorporar vídeos do Facebook em posts do blog

Você também pode inserir os seus vídeos do Facebook nos seus posts do blog do seu site para alcançar mais pessoas.

Para obter o código de incorporação, acesse o vídeo que deseja inserir, clique no menu suspenso no canto superior direito do post e selecione “Incorporar” (Embed).

Copie e cole o código onde quiser que o vídeo apareça no seu site. Pode selecionar se deseja incluir a cópia do post (ou seja, incluir a publicação completa).

 

E pronto, sobre este tema, hoje ficamos por aqui.

Gostaria apenas de chamar a atenção para um ponto importante que muitas vezes as pessoas ignoram: o mais importante nos vídeos do Facebook, assim como na maioria dos vídeos publicados nas redes sociais, é a mensagem. Não é preciso fazer uma grande produção com um custo de milhares de euros para fazer passar uma mensagem em vídeo. O importante não é o custo da produção. Não existe uma relação directa entre o investimento na produção de um video e o ROI que ele pode trazer. Uma produção cara não traz necessáriamente mais clientes. Por isso, na maioria das vezes, uma boa mensagem, uma boa história mesmo filmada com um telemóvel, pode atingir excelentes resultados.

Na Kriativ Tech produzimos filmes utilizando várias técnicas como o texto animado, a ilustração, a animação 2D, animação 3D, animação com fotografias, sequências de video comprado (footage clips), captura de video e usamos este “caldeirão” de técnicas para atingirmos apenas um objectivo: enviar uma mensagem ao consumidor.